Connect with us

Ciência

NASA divulga video incrível de seus 5 anos de observações do Sol

O Observatório de Dinâmica Solar da NASA divulgou um vídeo de quase 5 minutos dos 5 anos de suas observações do Sol, feitas desde 2010.

Published

on

O  Observatório de Dinâmica Solar da NASA divulgou um vídeo de quase 5 minutos dos 5 anos de suas observações do Sol, feitas desde 2010.

O material impressionante reúne as melhores imagens detalhadas de 1.826 dias de observação da superfície solar, somando um total de 2.600 terabytes de dados. Por meio delas, é possível ter uma ideia de como as explosões solares se formam.

Assista o video:

 

O Observatório explica que ao notar o sol em diferentes comprimentos de onda – e, portanto, em diferentes temperaturas – os cientistas podem analisar como o material se movimenta na atmosfera solar, chamada corona.

Isso permite investigar a causa das erupções solares, o que faz com a atmosfera do Sol aqueça em até 1.000 vezes mais que sua própria superfície e por que campos magnéticos solares estão em constante movimento.

O material é uma boa maneira da NASA também mostrar como ajuda os cientistas com pesquisas avançadas.

nasa-sol-observacao-relike-02

nasa-sol-observacao-relike-03

 

Continue Lendo

 

Comentários Facebook

Clique para comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Arte

Visões do Futuro – 14 pôsteres da NASA retratam o futuro das viagens interplanetárias

A Nasa e a JPL (Laboratório de propulsão a jato) criaram uma série de pôsteres de viagens interplanetárias chamada “Visões do Futuro”. Nove artistas, designers e ilustradores foram envolvidos na criação dos 14 pôsteres, que foi resultado de muitas sessões de brainstorm com os cientístas, engenheiros e especialistas em comunicação da JPL.

Published

on

By

A Nasa e a JPL (Laboratório de propulsão a jato) criaram uma série de pôsteres de viagens interplanetárias chamada “Visões do Futuro”. Nove artistas, designers e ilustradores foram envolvidos na criação dos 14 pôsteres, que foi resultado de muitas sessões de brainstorm com os cientístas, engenheiros e especialistas em comunicação da JPL.

A imaginação é a nossa janela para o futuro. Na NASA / JPL nós nos esforçamos para ser ousados no avanço a beira da possibilidade para que um dia, com a ajuda de novas gerações de inovadores e exploradores, essas visões do futuro possam se tornar uma realidade. Como você pode ver nessas imagens de destinos de viagem imaginativas, lembre-se que você pode ser um arquiteto do futuro.

JPL é um laboratório de pesquisas científicas e robóticas. Ela ajudou a abrir a era espacial, desenvolvendo o primeiro satélite americano em órbita da terra, criou a primeira nave interplanetária bem sucedida e envio de missões robóticas para estudar todos os planetas do sistema solar, incluindo asteróides, cometas e luas. Outra coisa bem interessante é que a JPL desenvolveu e gerencia a “Deep Space Network”, um sistema mundial de antenas que se comunica com as naves interplantárias.

Clique aqui para fazer download de todos pôsteres em alta.

 

grand_tourThe Grand Tour
A missão Voyager da NASA aproveitou o alinhamento raro dos planetas exteriores uma vez para fazer um grande tour do sistema solar. A nave gêmea revelou detalhes sobre Júpiter, Saturno, Urano e Netuno, usando a gravidade de cada planeta para enviá-los para o próximo destino. Voyager definiu o cenário para missões mais ambiciosas como Galileo para Júpiter e Cassini para Saturno. Ainda hoje as duas naves Voyager continuam retornando dados valiosos do confins do nosso sistema solar.

 

marsMars
O Programa de Exploração de Marte da NASA procura entender se Marte foi, é, ou pode ser um mundo habitável. Missão como Mars Pathfinder, Mars Exploration Rovers, Mars Science Laboratory e Mars Reconnaissance Orbiter, entre muitos outros, têm fornecido informações importantes para a compreensão da habitabilidade de Marte. Este poster imagina um dia futuro, quando nós olharmos para trás, e vermos os grandes marcos imaginados da exploração de Marte que será comemorado como “locais históricos.”

 

earthEarth
Não há lugar como o lar. Quente, úmido e com uma atmosfera que é certa, a Terra é o único lugar que conheçemos com a vida – e muita vida. Nossas missões científicas da Terra monitora nosso planeta e como ele está mudando, e se ele pode continuar fornecendo um refúgio seguro enquanto penetramos mais fundo no cosmos.

 

 

Crédito dos pôsteres:

Estratégia e Criatividade:
Dan Goods, David Delgado

Ilustradores:
Liz Barrios De La Torre (Ceres, Europa)
Stefan Bucher (Jupiter Design)
Invisible Creature (Grand Tour, Mars, Enceladus)
Joby Harris (Kepler 16b, Earth, Kepler 186f, PSO J318.5-22, Titan)
Jessie Kawata (Venus)
Lois Kim (Typography for Venus and Europa)
Ron Miller (Jupiter Illustration)

Continue Lendo

Ciência

A bandeira internacional do Planeta Terra

Os seres humanos estão ficando cada vez mais perto de um pousor em Marte, mas qual bandeira vamos fincar no solo marciano quando chegarmos lá? Um estudante de design Suéco acha que devemos ter uma bandeira que representa o planeta terra como um todo, veja sua arte.

Published

on

Os seres humanos estão ficando cada vez mais perto de pousor em Marte, mas qual bandeira vamos fincar no solo marciano quando chegarmos lá?

A chance é que seja a bandeira de estrelas e listras, assim como quando Neil Armstrong pisou pela primeira vez na Lua em 1969.

Mas um estudante de design da Suécia acha que devemos ter uma nova bandeira que representa não apenas os países, mas o Planeta Terra como um todo.

“Nós estamos navegando em um tipo diferente de água agora, por isso deve ser relevante para os nossos navios – que são naves espaciais hoje em dia – para ter uma bandeira de onde viemos, e nós viemos da Terra”, disse Oskar Pernefeldt de 24 anos.

relike-bandeira-marte

“Eu acho que é um pouco estranho, eticamente, ter bandeiras de diferentes países quando estamos cooperando de maneira global. A corrida espacial acabou “, disse ele.

Portanto Pernefeldt tomou sobre si a responsablidade de projetar uma nova bandeira, a bandeira Internacional do Planeta Terra, que poderia representar o nosso planeta em outros mundos.

O design simples, explicou, foi inspirado na imagem de uma flor e é utilizado para representar a conexão do planeta como um todo.

A decisão de ir com o azul como a cor é, aparentemente, a intenção de representar o oceano.

De acordo com Pernefeldt, o objetivo da bandeira é: “Para lembrar o povo da terra que nós compartilhamos esse planeta, não importa as fronteiras nacionais, devemos cuidar uns dos outros e do planeta em que vivemos.”.

Veja o video da criação da bandeira:

relike-astronalta-espaco

relike-esportes

relike-reuniao

Continue Lendo

Ciência

Conheça o exercito de robôs do Google

Um exército de robôs que conseguem andar, correr e escalar qualquer tipo de terreno sem muita dificuldade. Vamos conhecer a equipe de robôs do Google.

Published

on

Já faz um tempo que Google anunciou a compra da Boston Dynamics, um laboratório de cientistas “malucos” por trás de alguns dos robôs mais incrivelmente assustadores que já vimos. O que exatamente o Google conseguiu com o negócio? Um exército de robôs que conseguem andar, correr e escalar qualquer tipo de terreno sem muita dificuldade. Vamos conhecer a equipe, começando pelo mais novo:

Spot

Robo-Spot-da-Boston-Dynamics

O Spot é um robô quadrúpede que pesa cerca de 70 kg, e pode operar com segurança em ambientes internos e externos. Ele caminha por aí usando um motor elétrico, que faz uma série de atuadores hidráulicos entrarem em movimento, também consegue manter o equilíbrio mesmo quando chutado. Seu principal objetivo é fazer reconhecimento de área e missões de busca e salvamento.

Atlas

original-11

A Boston Dynamics desenvolveu o robô de busca e resgate Atlas de 1,80m para competir no Robotic Challenge da DARPA. Este brutamontes de 150kg pode andar em terrenos irregulares, evitar obstáculos, correr em uma esteira e equilibrar-se em apenas um pé ao ser atacado por uma mini-bola de demolição. É incrível – e um pouco assustador.

Com lasers telemétricos e câmeras estéreo para visão, membros de titânio e alumínio acionados hidraulicamente e mãos totalmente articuladas, o Atlas é visto como um herói humanoide que pode andar em ambientes perigosos e realizar tarefas cruciais, foi inspirado pelo acidente nuclear de Fukushima.

Cheetah

O Cheetah é o demônio velocista da Boston Dynamics. Não apenas ele estraçalha o recorde mundial de velocidade de robôs com pernas, como em sua velocidade máxima de 45km/h ele corre mais rápido do que Usain Bolt.

Financiado pelo programa de Mobilidade Máxima e Manipulação da DARPA, a velocidade surpreendente do Cheetah foi atingida usando um design inspirado no animal que dá o nome ao robô, o guepardo: a coluna do robô flexiona a cada passo, alargando o comprimento do passo e cobrindo mais terreno.

WildCat

Enquanto o Cheetah só sobrevive enquanto seu fio de energia aguentar, o WildCat conta com um motor movido a gasolina que permite que ele corra livremente pela selva. Ele é assustadoramente barulhento, e o peso extra do seu motor faz ele perder velocidade em relação ao Cheetah – o que não significa que ele seja lento, já que atinge velocidades de 25km/h.

PETMAN

A primeira geração de robôs andantes conta com uma criatura corredora, saltadora e escaladora com movimentos bem parecidos com os de humanos. O PETMAN foi desenvolvido para testar a durabilidade de roupas de proteção químicas usadas em ambientes de risco, por isso é importante que seus braços e pernas se movam como os nossos. Mas nós não fazemos os mesmos barulhos assustadores do PETMAN.

Assim como o Cheetah, ele era um passo de início de desenvolvimento. É como se fosse o pai do Atlas. Mesmo sendo menos sofisticado, ele também tem seu próprio charme.

Big Dog

O mais forte dos robôs da Boston Dynamics é o Big Dog, uma mula mecanizada capaz de transportar até 150kg. Em desenvolvimento desde 2005, o robô consegue escalar em uma inclinação de 35 graus, andar no gelo, e manter o equilíbrio mesmo quando chutado.

Originalmente criado para carregar equipamentos de soldados em terrenos desafiadores para veículos tradicionais, a Boston Dynamics melhorou o robô neste ano ao dar ao Big Dog um braço articulado. Veja como o robô mexe o corpo inteiro para manter o equilíbrio quando atingido por um bloco de cimento. Duvido que alguém queira sair chutando um robô desses agora. Ele também tem um irmão maior, o LS3, capaz de carregar 180kg e andar por 30km.

SandFlea

Parece um carro de controle remoto um pouco robusto, não? Talvez, mas o carro do seu filho não consegue saltar prédios altos de uma vez do jeito que esse cara consegue. Com um corpo giroestabilizado que mantém o nível durante o vôo e uma câmera on-board, o SandFlea pesa 5kg e salta 10 metros no ar.

Este robô pode ajudar soldados e trabalhadores de resgate a olharem dentro de prédios de uma distância segura. Com suas grandes rodas, corpo atarracado, e salto vertical impressionante, o SandFlea parece divertido e amigável em comparação com seus primos robóticos.

RHex

Outro robô com grande mobilidade da Boston Dynamics, o RHex troca rodas, pernas ou trilhas por pás curvas que ajudam a obter um controle maior em terrenos irregulares. Cada uma das seis patas se move independentemente, e um rastreador inteligente ajusta sua marcha para manter o trajeto, não importa o terreno.

 

 

Fonte: Gizmodo Brasil

Continue Lendo
Advertisement

Facebook

Advertisement

Trending